sexta-feira, 1 de abril de 2011

PALESTRA “CURA”



cura (lati cura, -ae)s. f1. Acto!Ato ou efeito de curar.2. Curativo; remédio.3. Período em que se segue um regímen ou tratamento contra uma doença.4. Recuperação da saúde.s. m.
5. Sacerdote que tem encargo de pastorear fiéis. (Também se diz cura de almas.)
Confrontar: cora.curar - Conjugarv. tr1. Restabelecer a saúde de; medicar.2. Salgar.. Defumar.4. Endurecer.5. Corrigir de vício ou defeito.v. intr6. Exercer funções de cura (de almas).7. Sarar.8. Tratar.v. pron9. Corrigir-se.10. Emendar-se.11. Recuperar a saúde.

03 - A GÊNESE - ALLAN KARDEC - CAP. XXIV - ÍTEM 31 - CURAS
31. - O fluido universal, como se viu, é o elemento primitivo do corpo carnal e do perispírito, que dele não são senão transformações. Pela identidade de sua natureza, este fluido, condensado no perispírito, pode fornecer ao corpo os princípios reparadores; o agente propulsor é o Espírito, encarnado ou desencarnado, que infiltra num corpo deteriorado uma parte da substância de seu envoltório fluídico. A cura se opera pela substituição de uma molécula sã a uma molécula malsã. O poder curador está, pois, em razão da pureza da substância inoculada; ele depende ainda da energia da vontade, que provoca uma emissão fluídica mais abundante, e dá ao fluido uma maior força de penetração; enfim, as intenções que animam aquele que quer curar, quer seja homem ou Espírito. Os fluidos que emanam de uma fonte impura são como substâncias medicinais alteradas., é lenta e reclama um tratamento continuado, como no magnetismo comum; de outras vezes, ela é rápida como uma corrente elétrica. O princípio é sempre o mesmo: e o fluido que desempenha o papel de agente terapêutico, e cujos efeitos estão subordinados à sua qualidade e às circunstancias especiais.magnetismo humano, É o magnetismo espiritualPelos fluidos que os Espíritos despejam sobre o magnetizador e ao qual este serve de condutor. É o magnetismo misto, semi-espiritual O fluido espiritual, combinado com o fluido humano, dá a este as qualildades que lhe faltam.
HIPNOSE
O Sr. Cross foi gravemente mordido por um gato, que, no mesmo dia, morreu hidrófobo.

O espírito precisa, às vezes, de um suplemento de força, para agir eficazmente sobre o corpo. Finalmente, os Srs. Bourru e Burot conseguiram produzir, à vontade, estigmas no corpo de um paciente. À hora que os operadores determinavam, o corpo do paciente sangrava nos lugares que eram tocados por um estilete sem ponta. Letras traçadas na carne se desenhavam em relevo, de um vermelho vivo, sobre o fundo pálido da pele. Prova isto à evidência que a vontade de um operador pode mudar a matéria do corpo de um paciente, em sentido favorável ou nefasto ao indivíduo, Ação da vontade a distância: A influência da vontade de um hipnotizador sobre o seu paciente é fato que hoje dispensa qualquer demonstração. Notamos que ao cabo de quatro minutos Cazot pisca ligeiramente os olhos, inquieto, e que, afinal, decorridos nove minutos adormece"Pode-se adormecer o paciente sem o tocar, por uma ordem não expressa, mas apenas pensada diante dele. Numa nova série de experiências, cuja narrativa ainda não está publicada, após longa

A AGONIA DAS RELIGIÕES - J. HERCULANO PIRES - pág. 87
CAPÍTULO: XI A CURA DIVINA:
Entretanto, a terapêutica espírita não se apoia em pressupostos ingênuos nem se serve dos processos do curandeirismo. Somente pessoas desatualizadas cientificamente podem ainda insistir na negação de realidades cientificamente demonstradas e aceitas nos meios universitários mais conceituados do mundo.. Kardec utilizou-se várias vezes da contribuição de médicos para a verificação de casos da chamada mediunidade-curadora, como se pode ver pelas suas relações com o Dr. Demeure, relatadas minuciosamente na Revista Espírita. Os hospitais espíritas não são construídos por uma igreja poderosa nem segundo um plano estadual ou nacional. São iniciativas de pequenos grupos ou instituições doutrinárias,
A finalidade do Espiritismo não é terapêutica, mas cultural. A descoberta da antimatéria pelos físicos mostrou a existência de outro mundo ligado ao nosso por um sistema evidente de interpenetração. Ela não decorre, portanto, de superstições, hipóteses ou práticas tradicionais de cura envoltas em mistério, sustentadas por crenças populares. Seus fundamentos são racionais e científicos. É prova de ignorância lamentável confundir-se a terapêutica espírita com o curandeirismo ou com as práticas religiosas que se apoiam apenas nos estímulos da fé irracional. O conhecimento dos fatores causadores da doença e a descoberta das leis que permitem a aplicação de processos curativos eficientes são os elementos essenciais da terapêutica espírita. provado.
Vejamos um caso típico de contribuição espírita em plano concreto. Richet, fisiologista e médico, prêmio Nobel de sua especialidade, descobriu o ectoplasma dos processos de materialização. o ectoplasma é uma emanação do corpo do médium em forma de um plasma leitoso. conseguiu porções de ectoplasma aplicação terapêutica desse elemento para a reconstituição de tecidos vivos afetados ou destruídos por processos cancerosos. o sonho de Kardec será realizado: as ciências do espírito e da matéria se conjugarão.

O problema da experiência de Deus e o da cura divina se confundem, tanto em sua origem quanto em seu desenvolvimento histórico, em seus pressupostos e em sua prática. Fundam sua eficácia na fé ingênua que brota do sentimento religioso intuitivo (ou instinto espiritual) e requerem posturas corporais específicas e elementos materiais como veículos da graça celeste o homem já superou o uso de instrumentos rudimentares nas relações com Deus.
Enquanto os clérigos ilustrados retêm os seus adeptos no emaranhado das práticas rituais, impossibilitando-lhes a compreensão verdadeira dos princípios evangélicos, úteis no plano específico da prática, são entretanto prejudiciais no

13 - DOS HIPPIES AOS PROBLEMAS DO MUNDO - FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER -PÁG. 30
"Qual o objetivo: o sofrimento que a doutrina, julgo, considera como processo de expiação e aprimoramento? A caridade de curar algumas vezes e consolar sempre, com perdão da irreverência, é simplesmente proselitismo?"
CHICO XAVIER: -A informação da revista "Realidade" é uma informação autêntica. Nós, desde o princípio, temos estado convocados por nossos amigos espirituais à manutenção do livro. E o livro, por nosso intermédio, vem sendo produzido desde o ano de 1931, quatro anos depois de nosso ingresso na doutrina espirita, explicada por Allan Kardec, com base nos Evangelhos de Jesus Cristo. Compreendemos que as nossas respostas, as respostas dos amigos espirituais por nosso intermédio, aos amigos que nos visitam, em sua maioria quase que esmagadora, são sempre respostas baseadas na própria doutrina, em nossa necessidade de paciência, de compreensão, de calma, de humanidade, diante dos outros Quanto ao problema do auxílio, nós nos recordamos daquela palavra de Nosso Senhor Jesus Cristo, quando, dirigindo-se aos sofredores, Ele afiançou: "Vinde a mim vós, os que sofreis, que eu vos aliviarei". O próprio Senhor, não prometeu cura: Ele prometeu alívio.

14 - EMMANUEL - EMMANUEL - ÍTEM XXIII - A SAÚDE HUMANA:
sem abstrairmos das diretrizes espirituais, que orientam os fenômenos patogênicos nas questões das provas individuais, imprescindibilidade da saúde moral, A RENOVAÇÃO DOS MÉTODOS DE CURA: Até à metade do século XVIII, admitia-se plenamente a medicina da Idade Média que, por sua vez, representava quase integralmente o mesmo processo de cura dos egípcios, na antiguidade.
OS PROBLEMAS CLÍNICOS INQUIETANTES: Os progressos regulares que se verificam na questão angustiosíssima do câncer e da lepra, da tuberculose e de outras enfermidades contagiosas, não foram além das medidas preconizadas pela medicina natural, baseadas na profilaxia e na higiene. Sondam os fenômenos sem lhes auscultarem as causas divinas.

MEDICINA ESPIRITUAL: A saúde humana nunca será o produto de comprimidos, de anestésicos, de soros, de alimentação artificialíssima. ". A medicina precisa criar os processos naturais de equilíbrio psíquico, se localizam todas as causas dos fenômenos orgânicos tangíveis. A medicina do futuro terá de ser eminentemente espiritual, posição difícil de ser atualmente alcançada, em razão da febre maldita do ouro; na longa série de abusos individuais e coletivos das criaturas, vícios da alimentação, dos costumes, do sexo e do trabalho.
O MUNDO MARCHA PARA A SÍNTESE: É verdade que, por muito tempo ainda, teremos, em oposição ao nosso idealismo, a questão do interesse e do dinheiro, porém, trabalhemos confiantes na misericórdia divina. Emprestemos o nosso concurso a todas as iniciativas que nobilitem o penoso esforço das coletividades humanas, e não olvidemos que todo bem praticado reverterá em benefício da nossa própria individualidade. Trabalhemos sempre com o pensamento voltado para Jesus, reconhecendo que a preguiça, a suscetibilidade e a impaciência nunca foram atributos das almas desassombradas e valorosas.

16 - FONTE VIVA - EMMANUEL - PÁG. 387 - ÍTEM 174 - MÃOS ESTENDIDAS

"Estende a tua mão. E ele a estendeu e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra." — (MARCOS, 3:5.)
Muita gente aguarda a resposta materializada de Jesus. Esse espera o dinheiro, aquele conta com a evidência social de improviso, aquele outro exige a imediata transformação das circunstâncias no caminho terrestre.... Cura-a. Devolve-lhe a oportunidade de serviço. Quando estenderes tuas mãos ao Senhor, não esperes facilidades, ouro, prerrogativas ... Aprende a receber-lhe a assistência, porque o Divino Amor te restaurará as energias, mas não te proporcionará qualquer fuga às realizações do teu próprio esforço.

27 - O LIVRO DOS ESPÍRITOS - ALLAN KARDEC - QUESTÕES: 479, 556

Perg. 479 A prece é um meio eficaz para curar a obsessão? - Deus assiste aos que agem, e não aos que se limitam a pedir. destruir em si mesmo a causa que atrai os maus Espíritos.


31 - PÃO NOSSO - EMMANUEL - ÍTEM 44 - CURAS - PÁG. 99
"E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: É chegado a vós o reino de Deus." — Jesus. (Lu-CAS, 10:9.)
Há criaturas doentes que lastimam a retenção no leito e choram aflitas, não porque desejem renovar concepções acerca dos sagrados fundamentos da vida, mas por se sentirem impossibilitadas de prolongar os próprios desatinos.

34 - VINHAS DE LUZ - EMMANUEL - ÍTEM 157 - O REMÉDIO SALUTAR - PÁG. 329
"Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pêlos outros para que sareis." — (TIAGO, 5:16.)
Quantas enfermidades pomposamente batizadas pela ciência médica não passam de estados vibratórios da mente em desequilíbrio? Qualquer desarmonia interior atacará naturalmente o organismo em sua zona vulnerável. A cura jamais chegará sem o reajustamento íntimo necessário, e quem deseje melhoras positivas, na senda de elevação, aplique o conselho de Tiago; nele, possuímos remédio salutar para que saremos na qualidade de enfermos encarnados ou desencarnados.

CURAS. LIVRO: PÃO NOSSO. ÍTEM 44, PÁGINA 99.
"E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: É chegado a vós o reino de Deus." - Jesus. (Lucas, 10:9)
Realmente Jesus curou muitos enfermos e recomendou-os, de modo especial, aos discípulos. Todavia, o Médico Celestial não se esqueceu de requisitar ao Reino Divino quantos se restauram nas deficiências humanas.
Não nos interessa apenas a regeneração do veículo em que nos expressamos, mas, acima de tudo, o corretivo espiritual.
Que o homem comum se liberte da enfermidade, mas é imprescindível que entenda o valor da saúde. Existe, porém, tanta dificuldade para compreendermos a lição oculta da moléstia no corpo, quanta se verifica em assimilarmos o apelo ao trabalho santificante que nos é endereçado pelo equilíbrio orgânico.
Permitiria o Senhor a constituição da harmonia celular apenas para que a vontade viciada viesse golpeá-la e quebrá-la em detrimento do espírito?
O enfermo pretenderá o reajustamento das energias vitais, entretanto, cabe-lhe conhecer a prudência e o valor dos elementos colocados à sua disposição na experiência edificante na Terra.
Há criaturas doentes que lastimam a retenção no leito e choram aflitas, não porque desejem renovar concepções acerca dos sagrados fundamentos da vida, mas por se sentirem impossibilitadas de prolongar os próprios desatinos.
É sempre útil curar os enfermos, quando haja permissão de ordem superior para isto, contudo, em face de semelhante concessão do Altíssimo, é razoável que o interessado na bênção reconsidere as questões que lhe dizem respeito, compreendendo que raiou para seu espírito um novo dia no caminho redentor.
plano geral da evolução humana. 02 - A ALMA É IMORTAL - GABRIEL DELANNE - PÁG. 292, 293
07 - AS AVES FERIDAS NA TERRA VOAM - NANCY P. D. GIROLAMO - PÁG. 84
ÍTEM V - Oração do paralítico tem maior ou menor duração segundo inúmeros fatores, entre os quais pesam mais a filosofia de vida, o apoio dos próximos, a influência dos reabilitadores e a reserva moral de que disponha. A perda pode, paradoxalmente, gerar uma riqueza imponderável de imenso valor, Evangelho: "a traça não rói e os ladrões não roubam". esse é o fruto magnífico da difícil provação redentora porque é, nitidamente, um fruto de sabor evolutivo..

Durante a guerra civil americana um soldado foi ferido e ficou paralítico irreversivelmente. Após superar muitos meses de grandes sofrimentos, vislumbrou o novo horizonte. Escreveu uma oração que se transformou, desde aquela época, numa das mais belas páginas escritas por um deficiente físico. A tradução livre, do original inglês, é de Gustavo Joppert: "Eu pedi a Deus por força, para tudo conseguir... Fui feito fraco para aprender a obedecer. Eu pedi a Deus por saúde, para realizar coisas grandiosas...Fui feito doente para realizar coisas difíceis. Eu pedi a Deus por riquezas, para comprar felicidade... Fui feito pobre, para vender sabedoria. Eu pedi a Deus por poder, para que os homens necessitassem de mim... Fui feito insignificante, para sentir a necessidade de Deus. Eu pedi a Deus por tudo isso, para poder gozar a vida... Foi me dada a vida para poder avaliar seu gozo. Eu não recebi nada do que pedi. Mas obtive tudo aquilo que esperava ganhar. A despeito dos meus erros, as preces que não fiz foram atendidas. E, dentre todos os homens, eu me considero O mais ricamente abençoado". conseguiu sentir-se o mais ricamente abençoado entre todos os homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A caridade não brilha unicamente na dádiva. Destaca-se nos mínimos gestos do cotidiano.

Emmanuel

Postar um comentário